top of page

Relacionamentos

Atualizado: 22 de nov. de 2022


Encontrar um grande amor já é um desafio e tanto nos dias de hoje, mas manter a chama acesa também não é tarefa das mais simples: nutrir a relação requer dedicação, paciência e respeito. Os melhores tipos de relacionamento que existem são aqueles que têm essa base sólida.


O IBGE revela que os casamentos aqui no Brasil estão durando menos nos últimos tempos — uma média de 14 anos. Diante disso, é hora de parar para pensar se estamos mesmo fazendo tudo o que é possível para manter a relação saudável e interessante.


A boa notícia é que a Psicologia pode ajudar você a entender melhor como se relacionar amorosamente. Eu criei este artigo justamente para apresentar a visão dela sobre os tipos de relacionamento, com foco na Terapia Cognitiva Comportamental (TCC).


Nas próximas linhas, vou apontar as características de cada um deles e dar algumas dicas de como manter e, até mesmo, salvar um relacionamento. Siga com a leitura e fique por dentro de tudo!







Como a Terapia Cognitiva Comportamental pode ajudar?


A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) é uma das ferramentas da psicologia que ajudam a encontrar o equilíbrio do relacionamento saudável. Inclusive, a terapia pode ser realizada em parceria pelo casal, a partir de conversas com o terapeuta.


A base da TCC é a integração das emoções, pensamentos e comportamentos. Logo, o processo permite que a pessoa — ou o casal — entenda como o que ela pensa ou sente influencia diretamente na maneira que se comporta.


O teórico Aaron Beck é um dos maiores responsáveis por essa abordagem e ressaltou as distorções cognitivas, ou pensamentos disfuncionais, que nada mais são do que nossas dificuldades emocionais ou transtornos psicológicos. Logo, a terapia ajuda a identificar quais situações e pensamentos estão sofrendo distorções ao processar dados da realidade em congruência com as crenças, não com a realidade em si, distorcendo a percepção dos fatos em um relacionamento, por exemplo.


Ao entender a dinâmica da relação, as percepções e as necessidades de cada um, é possível criar um programa terapêutico moldado exclusivamente na situação apresentada pelas duas pessoas.

Idealmente, são realizadas sessões tanto com uma das partes quanto com o casal. No decorrer dos encontros, os resultados começam a ser percebidos. Afinal, o primeiro passo é detectar as causas de determinados comportamentos para, então, ir em busca da correção.


Além do mais, a TCC traz algumas vantagens na melhoria dos relacionamentos. Veja as principais a seguir.


Trata o problema na origem

O psicólogo que trabalha com essa abordagem atua como um detetive, que busca investigar as causas do problema. Isso quer dizer que a terapia vai ajudar a encontrar a raiz dos impasses que afetam os diferentes tipos de relacionamentos.

Geralmente, são analisados os traumas passados, o histórico familiar e demais aspectos da vida individual. Essas informações auxiliam a encontrar o que motivou a pessoa a agir, pensar ou se sentir de determinada maneira em relação ao outro, por exemplo.


É indicada desde problemas simples a distúrbios graves.

A Terapia Cognitiva Comportamental é uma abordagem aplicável nas mais diversas situações e tipos de relacionamentos. Para se ter uma ideia, ela é usada em tratamentos de depressão, Transtornos Alimentares, Transtorno de Pânico, abuso de substâncias e até mesmo problemas pontuais de estresse, traumas, fobias ou dificuldades de relação interpessoal.

Como ela ajuda a encontrar a origem dos problemas, a pessoa pode trabalhar de forma objetiva na modificação do seu raciocínio e comportamento em relação ao assunto.


Foca em soluções

Aliás, é justamente o foco na transformação de crenças centrais e desses pensamentos limitantes e paralisantes que a TCC é voltada para a descoberta de soluções. O maior objetivo é promover a reestruturação daquelas cognições disfuncionais, que mencionei agora há pouco.

Nesse sentido, o casal pode aprimorar ou desenvolver habilidades que auxiliam a diminuir os seus conflitos ou impasses no relacionamento. A compreensão do que está distorcido é o que guia o encontro da melhor solução para cada caso.


Como resgatar um relacionamento?

Mesmo uma relação que parece desgastada e destinada a terminar pode passar por um processo de resgate. A recomendação é que se busque a TCC para chegar aos melhores resultados.

Isso porque ela faz a mediação e administração de conflitos, com foco em prevenção e resolução, além de trabalhar as dificuldades de comunicação e promover o equilíbrio das diferenças individuais dentro de cada um dos tipos de relacionamentos.

Além disso, a abordagem facilita uma divisão equilibrada do casal no que diz respeito às responsabilidades afetivas, o que proporciona a compreensão das suas necessidades até mesmo individuais. Ainda assim, separei algumas dicas que podem ajudar. Acompanhe!


1. Respeite os desejos do seu parceiro

De forma geral, o primeiro passo para um relacionamento bem-sucedido é entender e respeitar o que seu parceiro quer, tanto na relação quanto na vida. Isso não significa ceder a todas as vontades dele. Trata-se de compreender que cada qual tem necessidades e desejos próprios.


2. Aprenda a ceder

Naturalmente, é essencial seguir firme diante de algumas questões. Ninguém precisa deixar de ser quem é para ter um relacionamento saudável. No entanto, aprender a ceder em determinadas situações é uma premissa básica para manter a chama do amor acesa.

Uma dica: tenha outras paixões além da relação e saiba dar o espaço para que seu parceiro também cultive outros interesses, como prática de esportes, artes, música e por aí vai.


3. Estabeleça limites

Você já captou que é preciso respeitar os desejos do parceiro e aprender a ceder, correto? Por outro lado, também é fundamental estabelecer limites em certos aspectos. Por exemplo, não tolerar xingamentos, traições, falta de atenção e carinho.

Uma boa conversa — se necessário, acompanhada por um profissional durante uma sessão de terapia — é o primeiro passo ao corrigir comportamentos inadequados.


Neste artigo, procurei descrever os principais tipos de relacionamentos a partir da visão da psicologia. Minha dica final é que a Terapia Cognitiva Comportamental seja considerada na busca por uma relação melhor. Ao entender a forma como o outro pensa, quais são seus conceitos e sua visão de mundo, fica mais simples alcançar a felicidade enquanto casal.




Thalita Gomes

Psicóloga

CRP: 103709



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page